Publicado por: galeradaredacao | outubro 8, 2008

Artigos de Opinião – Violência Doméstica

Faça algo para ajudar a resolver o problema: divulgue estes textos!

Violência Sem Limites

Igor Solecki

 

            A violência doméstica é a violência praticada dentro de casa, são as agressões contra a esposa, filhos, os parentes em geral. Mas agressões não são somente socos, tapas e chutes. Existem, entre elas, as físicas, psicológicas, sexuais, etc. Elas afetam a pessoa que sofre a violência na sua vida pessoal e social. Mas, nesse quadro de violência, quem leva a pior? Como podemos evitar tais abusos?

            Adriana Campos, portuguesa licenciada em psicologia, considera as crianças as que mais sofrem nos casos de violência doméstica. Segundo ela, “existe freqüentemente um sofrimento sem fim e marcas que ficam para toda a vida, isto porque a luta é travada entre pessoas com as quais a criança se identifica”. Estudos afirmam que testemunhar a violência entre os pais é tão prejudicial à criança quanto quando ela é a vítima.

            Quando as pessoas são violentadas, podem ser muitas as conseqüências. Nos casos em que a criança presencia a violência entre os pais, é comum ela atribuir a culpa a si mesma, causando problemas emocionais. Se a violência é contra a criança, muitas vezes a vítima não conta para ninguém. Isso acontece devido ao medo das ameaças do agressor, ou por não ter noção do que é certo e do que é errado.

            Quando há violência sexual, a vítima fica com marcas para o resto da vida, se não físicas, psicológicas. Ela passa a ter muita dificuldade nos relacionamentos com outras pessoas. Quando as crianças são ameaçadas de abandono ou são rejeitadas, se sentem inúteis, desprezadas. Isso também pode ser considerado violência. Geralmente, a pessoa tende a partir para as drogas, bebidas alcoólicas, prostituição, etc.

            Nesses casos de violência, sempre se deve denunciar. Um tapa ou cintada como castigo dá para aceitar, mas exageros não. Violências que deixem marcas para o resto da vida nunca deveriam acontecer. Mas, infelizmente, essa não é a nossa realidade.

 

Traumas da Violência

Natália Garcia

 

Tendo consciência que a violência doméstica, abuso sexual e outros tipos de violência doméstica não são brincadeira, a partir desse texto você irá se informar dos riscos desta prática tão terrível. Muitas das vítimas não falam nem denunciam por medo. São ameaçadas pelo próprio pai e pessoas da família. E é isso que preocupa o mundo todo.

     Desde a notícia da morte da menina Isabella, o número de violência e morte com crianças vem aumentando cada vez mais.

     Segundo Morillo Carvalho – Repórter da Agência Brasil: “Começou com 12 relatos por dia, passou para 38 em 2006 e chegou a 69 em 2007. Até Março deste ano, foram contabilizados em torno de 93 casos diariamente” – diz ele.

     Por mais que essas crianças não queiram, elas de uma forma ou outra, ficam traumatizadas e “perdidas”. Segundo Priscila Rostirolla, professora de português e inglês do Colégio Adventista de Florianópolis, no futuro essas crianças não saberão dizer não, irão aceitar qualquer coisa sem resistência. E isso não é nada bom, pois as pessoas ruins poderão fazer com ela o que quiserem e ela só irá falar: “Está bem!”.

      Um website especializado em psicologia publicou: “Algumas crianças abusadas sexualmente, podem ter dificuldades para estabelecer relações harmônicas com outras pessoas, pode se transformar em adultos que também abusam de outras crianças, podem se inclinar para a prostituição ou podem ter outros problemas sérios quando adultos.”.

      Muitas crianças que são abusadas sexualmente são agressivas, têm pesadelos durante a noite, medo das pessoas, não querem ir à escola, ficam isoladas no seu canto e enfrentam outros sérios problemas.

      Para lidar com isso, as vítimas e precisam procurar um médico, ter apoio de sua família e antes de tudo, denunciar.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: